Nos últimos dias, o assunto eSocial teve um boom: notícias sobre a possibilidade de extinção do eSocial causaram um clima geral de insegurança. A verdade é que o eSocial será simplificado.

Para amenizar o clima, algumas fontes de extrema confiança entraram em ação trazendo a certeza da sua simplificação e não do seu fim.

Confira o artigo e entenda o desenrolar do assunto!

Compreenda a boataria sobre o fim do eSocial

Notícias sobre o fim do eSocial circularam nas redes sociais e grupos de whatsapp nas semanas iniciais de junho de 2019. O fato de terem sido noticiadas em veículos de imprensa nacionais ampliou esta insegurança.

O projeto eSocial impacta um público extenso: empresários, empregados e governo. Então, de fato, qualquer novidade informada é muito aguardada e gera reações.

Fontes confiáveis confirmam que o eSocial será simplificado

Entre as fontes confiáveis estão: o Sustentador do eSocial na Superintendência da 9ª Região Fiscal da Receita Federal do Brasil e Auditor da Receita, Marcos Antônio Salustiano da Silva; e o Ministério da Economia, por meio da publicação da Portaria nº300.

– 12 de junho de 2019:

O Auditor da Receita, Marcos Antônio Salustiano da Silva, deu um depoimento ao Portal de Notícias do SESCAP-PR, onde afirma que o eSocial não vai acabar:

“Há uma boataria, inclusive em veículos da imprensa com circulação nacional, mas podemos afirmar categoricamente que no momento não há chance de extinção do eSocial”.

Segundo Salustiano, o fim do projeto seria um prejuízo enorme tanto para o governo federal, que investiu milhões de reais na plataforma e esforços desde 2013, quanto para as empresas desenvolvedoras de software e para aquelas que adquiriram um sistema.

Salustiano antecipa que, em breve, haverá mudança no cronograma da implantação na Segurança e Saúde do Trabalhador (SST). Porém, ele prefere ainda não antecipar quais mudanças seriam estas.

– 14 de junho de 2019:

Publicado no Diário Oficial da União, a Portaria nº300 traz novidades para o eSocial, com informações de destaque, como:

  • A intenção de divulgação do calendário de substituição das obrigações de entrega de informações prestadas em outros formulários e declarações; e
  • A simplificação do eSocial no que se refere à prestação de informações e à linguagem, para maior acessibilidade e eliminação de redundâncias.

Conforme Art. 9º, o prazo para a apresentação das propostas envolvendo a especificação, desenvolvimento e implementação do eSocial é até dia 14 de julho.

Madu vídeos demonstração software SST

E agora. O que esperar?

Agora, podemos esperar as novidades que serão divulgadas até 14 de julho. Ainda não se sabe ao certo o que esperar de mudanças em meio a esta definição de que o eSocial será simplificado. Realmente, teremos que aguardar.

Caso nenhuma notícia oficial seja divulgada, a obrigatoriedade do eSocial para o Grupo 1 (grandes empresas, com faturamento anual – em 2016 – superior a R$78 milhões) permanece para julho de 2019.

Acompanhe o cronograma dos prazos de entrega para cada um dos grupos.

Com a certeza de que o Projeto eSocial vai entrar em vigor sim para a SST, sua Clínica de Medicina do Trabalho ou Consultoria de Saúde e Segurança do Trabalho precisa de um software para geração e transmissão dos Eventos em arquivo XML para atendimento aos seus clientes.

O Software Madu está totalmente alinhado ao eSocial e possui uma equipe preparada para realizar os ajustes necessários no sistema, que possam vir a ser divulgados em pouco tempo.

Por: Quintina Denise da Rosa – Especialista em Saúde e Segurança do Trabalho e eSocial. Consultora do Software SST Madu.

Entre em contato

Preencha os campos abaixo que responderemos o mais breve possível.

Nome
E-mail
Empresa
Telefone
Estado
Cidade
Cargo
Mensagem
 
 

You have Successfully Subscribed!